0

Os Voos de Thiago

Os Voos de ThiagoPode até parecer mentira, mas não é: Thiago sabe voar. Certo dia, ele resolveu se juntar a 83 pássaros que migravam para a África. Enquanto conheciam as mais lindas paisagens, eles fofocavam e cantavam, brincavam e comiam, e tudo ia às mil maravilhas – até que o sr. Morteiro, famoso caçador de pássaros da região, capturou um companheiro do bando. Agora, só mesmo somando a inteligência de Thiago com as habilidades do grupo é que eles encontrarão uma saída para salvar o pobre amigo Hugobertus…

0

A Árvore da Escola

a-arvore-da-escola

No pátio da escola havia uma árvore. Só uma. O Pedro gostava de correr perto daquela árvore durante o recreio. Quando passava ao seu lado olhava-a de soslaio, para não chocar com ela. Um dia parou e reparou nela. Era fininha, com ramos delgados, pareciam de arame, e tinha algumas folhas secas. Pedro aproximou-se e acariciou-lhe o tronco…

A importância da educação ambiental, o contato direto dos alunos com a natureza para a sua formação e o espírito de colaboração na comunidade educativa estão presentes em “A árvore da escola”. Esta história de estrutura circular narra – com uma linguagem simples – a relação entre um menino e uma pequena árvore que vai crescendo graças ao carinho que recebe dele e ao afeto dos seus colegas, que acabam por seguir-lhe o exemplo. O autor, liberto de contingências temporais, condensa nas páginas deste álbum um processo que levaria anos a concretizar-se e concentra simbolicamente, num mesmo grupo de crianças, a ação voluntária de proteger a árvore. Porém, vai ainda mais longe ao idealizar que esta proposta tenha continuidade noutras escolas, fazendo viajar a semente e, com ela, a consciência social de respeito pelo meio ambiente e pelo planeta.

0

Mamã

mama

Mamã é tantas coisas… É casa redonda, macia e andante. É porto seguro, feliz e radiante. Pôs-me neste mundo, nu, pequeno e terno…

O amor é o conceito fundamental que justifica o como, o porquê e o para quê de um texto rimado tão simples, mas simultaneamente tão universal, próximo da infância e acessível a leitores de todas as idades e de todas as culturas. O poema complementa-se com imagens exuberantes em conteúdos e cores, onde a natureza está presente do princípio ao fim. Mariana Ruiz Johnson quis, com esta obra, partilhar a sua experiência da maternidade, a partir de uma perspetiva artística e literária.
O ser humano é mais uma espécie neste álbum, onde, para além do mais, se realça a figura feminina, rodeada de plantas, beleza e fragmentos do mundo que nos rodeia.

mama2

0

Aves

Aves

Um dia, as aves pousaram o seu olhar para lá dos ramos e das folhas, e imaginaram uma vida diferente. Começou assim uma nova era. Explicaram às suas crias o como e o porquê de tudo o que as rodeava…

A narrativa, à base de frases breves e sutis, propõe uma profunda reflexão sobre a história da humanidade: o desenvolvimento de uma sociedade que inicialmente busca o conhecimento, o progresso técnico e científico, o bem-estar e um futuro radioso, mas que nesse percurso se desvia dos seus princípios, gera violência e conhece a supremacia dos mais fortes sobre os mais fracos.
As aves representam as ambições das pessoas, as boas intenções que se tornam perversas. Não obstante, um fulgor de esperança brilha no horizonte.
Um lirismo poético, um jogo contraditório e uma mensagem de esperança que são levados ao extremo, associando, muito habilmente, as aves desta história à incapacidade natural das pessoas para voar.

0

O Caso das Bananas

O caso das bananasQuem não gosta de uma história de suspense? Quem não gosta daquela inquietação para descobrir logo como se resolverá um mistério? O Caso das Bananas é puro suspense. Enquanto o macaco dormia, suas bananas, pif!, desapareceram.
Quem teria comido as bananas do macaco? Esse é o mistério que vem agitando a mata e que vai levar o pequeno leitor a avançar página a página com prazer na leitura do livro. Desvendar o caso é a missão da investigadora Coruja. Missão nada fácil, pois todos os bichos são suspeitos e, para complicar mais ainda, cada um joga a culpa no outro. Não, não assim deslavadamente, mas por meio de enigmáticas insinuações. Porém, a Coruja, inteligente como ela só, vai decifrando uma a uma e, seguindo essas pistas, encontra a verdade.

 

0

Os Imaginários

imaginariosOs Imaginários, escrito pelo renomado autor britânico A. F. Harrold, poeta e mestre das palavras para crianças e jovens, é um livro que, desde a primeira página, cativa os leitores sobre essa história tão comum que é ter um amigo invisível.
Apenas Amanda conseguia ver seu amigo imaginário, Rodger, até o sinistro sr. Tordo bater à sua porta. O sr. Tordo caça imaginários. Será que os dois amigos sobreviverão a essa aventura?