Poema Pial

Poema PialDois
para quem bebe bife de bois?
Cinco
para quem come a chave do trinco!

Nesse jogo de palavras, Fernando Pessoa nos faz rir e refletir sobre a lógica do ilógico, e o estranho do novo. Para aproveitar tudo, como recomenda o autor, esse poema deve ser lido de noite e num quarto escuro sem luz, nem é preciso agitar antes de usar… Ao final do livro, Maria Viana conta a história do poema e uma singela biografia do autor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s